Zona Azul Eletrônica

A Zona Azul Eletrônica, ou Zona Azul Digital é um sistema que já foi implantado em diversas cidades brasileiras cujo objetivo é melhorar o fluxo de veículos em vagas rotativas. Também permite que o condutor possa se beneficiar com uma série de recursos que visam trazer mais comodidade na hora de comprar e utilizar seus créditos.

Veja como funciona a Zona Azul em Guarulhos

Recentemente o sistema de Zona Azul Eletrônica foi implantado na cidade de São Paulo, veja alguns dos aplicativos mais famosos que estão sendo usados para fazer a compra e uso de créditos na capital paulista.

Zona Azul Eletrônica

Zona Azul Eletrônica – Aplicativos

Um dos motivos que levaram a adesão do novo sistema são as fraudes. A prefeitura divulgou que só no ano de 2015, estima-se que mais de 50 milhões não foram arrecadados. Há também a questão das cobranças indevidas por parte de flanelinhas acima dos preços de tabela. Veja abaixo a lista de aplicativos disponíveis para o uso da Zona Azul Digital em São Paulo:

Para Android:

DigiPare;

Vaga Inteligente;
SP Cartão Azul Digital;

Para iOS:

Vaga Inteligente (os dois outros aplicativos serão lançados para iOS em breve)

Para começar a fazer o uso dos aplicativos, o usuário deverá fazer o login disponibilizando dados como CPF/CNPJ e uma senha. Você também precisará informar a placa do seu veículo (você pode cadastrar mais de uma placa, se houver necessidade), em seguida cadastre o seu cartão de crédito e escolha o tempo de permanência na vaga. Você pode ativar a função de alerta desses aplicativos, a medida que o seu crédito estiver expirando, você será avisado que há mais alguns minutos para efetuar uma nova recarga.

Multas e preços

A fiscalização é feita pelos agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego que contam com um aparelho eletrônico para verificar a condição do veículo estacionado, ele digitará a placa e poderá consultar todas as informações necessárias para sua análise, se estiver de forma irregular uma multa é aplicada, além de pontos na carteira.

Mesmo com a implantação do novo sistema, os preços da Zona Azul mantêm-se inalterados, sendo R$5 por período, dando direito a duas horas, ou ainda poderá optar por um conjunto de 10 cartões no valor de R$45. Os preços das vagas rotativas podem variar de acordo com o local, por exemplo: no Parque Ibirapuera e no Parque da Aclimação, 1 Cartão/CAD para 2 horas e 2 Cartões/CAD para 4 horas; na Praça Charles Miller 1 Cartão/CAD para 3 horas e 2 Cartões/CAD para 6 horas.

A prefeitura de SP ainda planeja colocar alguns pontos de vendas distribuídos pela cidade, e também oferecer a possibilidade de recargas em bancas de jornal, dispensando o uso do telefone celular. O cliente deverá apenas informar a placa do veículo e o tempo que deseja adicionar.

Quanto as regras para o utilização continuam as mesmas em relação a Zona Azul tradicional, mas o que pode variar são as regras de estacionamento, por isso, o ideal é que os motoristas sempre verifiquem a sinalização dos locais onde desejam deixar seus veículos. Veja algumas das vantagens de se utilizar os aplicativos de Zona Azul Eletrônica:

  • Evita fraudes;
  • Dispensa o preenchimento de cartões impresso em papel;
  • Dispensa manter o comprovante de pagamento da tarifa no interior do veículo;
  • Comodidade de utilizar o cartão de crédito como forma de pagamento;
  • Permite a consulta aos números de autenticações de todas as transações;

Com os aplicativos ainda é possível usufruir das seguintes funcionalidades:

  • Indicação do tempo restante de estacionamento;
  • Alarme de alerta indicando que o motorista deve fazer recarga, ou retirar o veículo da vaga;
  • Consulta a saldo;
  • Extrato de aquisição e ativação do CAD;
  • Relação de mapas e buscas pelo nome de via.

Em caso de dúvidas, você pode consultar o site da CET SP para obter mais informações sobre os aplicativos e as regras de utilização do sistema de Zona Azul Eletrônica.


Como Funciona Zona Azul Eletrônica

Já disponível em diversas cidades, o serviço de Zona Azul Eletrônica pode ser utilizado através de aplicativos que permitem a compra de créditos online. A novidade é uma boa forma de proporcionar mais comodidade aos motoristas e também evitar as fraudes que tem sido cada vez mais frequentes com cobranças de tarifas acima da tabela e falsificações de talões.

São Paulo foi a última cidade beneficiada com o novo sistema. No dia do lançamento foram adquiridos mais de 7.000 tíquetes e três aplicativos estavam disponíveis para o uso da população para atender quase 40 mil vagas rotativas que estão espalhadas pela cidade.

Como funciona Zona Azul Eletrônica

Zona Azul Eletrônica: Como Funciona

Para utilizar os aplicativos, o motorista precisa fazer o download e se cadastrar com dados como: CPF, e-mail, número do celular, cartão de crédito e as placas dos veículos que possui. Os preços variam de cidade para cidade. É importante que você verifique como o serviço funciona em seu município, alguns aplicativos não oferecem cobertura dependendo de onde você mora.

Vaga Inteligente (Android e iOS)

Para iniciar o uso do aplicativo Vaga Inteligente faça o seu cadastro no site oficial clicando em “Faça o seu login” e “Cadastre-se”, ou através do próprio aplicativo, utilize a opção “regularizar o veículo” para inserir dados do seu automóvel. Ao selecionar “comprar créditos”, você insere o número do seu cartão de crédito e pode escolher entre valores que variam de R$10 a R$200.

Quando seus créditos já estiverem disponíveis a forma de saldo, ao estacionar em uma vaga de Zona Azul, abra-o e selecione a opção “Utilizar Zona Azul”. Se você estiver cadastrado mais de uma placa, será aberta uma janela permitindo que você escolha aquela correspondente para o momento. Após selecionar o tempo desejado você já poderá finalizar o processo de conclusão de sua compra.

Há ainda uma função que envia ao usuário um alerta avisando de que os seus créditos estão esgotando, assim poderá optar por fazer uma nova recarga (respeitando o tempo limite máximo indicado no local) ou retirar o veículo da vaga ocupada.

SP Cartão Azul Digital (Android)

Para utilizar o Estacionamento Eletrônico ou SP Cartão Azul Digital, você basicamente deverá seguir os mesmos passos indicados para o aplicativo anterior, a diferença é que se você já é um usuário do Bike Sampa, poderá fazer o login utilizando o mesmo e-mail e senha ter acesso ao aplicativo.

Com o app já aberto, você deverá cadastrar o número do seu cartão e escolher entre valores que variam de R$10 a R$30. Ao parar em uma vaga Zona Azul, você deverá tocar sobre a opção “Ativar o Tíquete”. Uma tela aparecerá exibindo os valores para a ativação, você deverá escolher a opção que lhe é mais conveniente. Assim como o Vaga Inteligente, você também pode programar a opção de alerta com o aviso de que o seu cartão virtual está próximo de expirar.

DigiPare (Android)

O aplicativo DigiPare somente está disponível para aparelhos que utilizam o sistema Android na capital paulista. O aplicativo é bem intuitivo e possui uma interface amigável aos novos usuários, você não sentirá dificuldades ao utilizá-lo.

O menu lateral do aplicativo exibe opções onde é possível registrar os dados de seu veículo. No painel de controle do aplicativo você terá acesso a um módulo chamado “Compra de Créditos”, os pagamentos podem ser feitos através de cartões de crédito ou boletos bancários, os valores exibidos variam de R$10 a R$50.

Você também pode enviar uma mensagem de SMS para o numero 27317 com a frase: DIGIPARE + PLACA DO VEÍCULO + TEMPO EM MINUTOS ou acessar o endereço: http://www.digipare.com.br/mobile.

Como é feita a fiscalização do sistema eletrônico de pagamentos?

Com o novo sistema para pagamento eletrônico a tendência é que cada vez menos pessoas utilizem os talões. Dessa forma, os comprovantes que ficavam localizados no painel do carro para a fiscalização dos agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) aos poucos serão substituídos pela forma eletrônica que contará com um equipamento eletrônico permitindo saber em tempo real a condição dos veículos estacionados nas vagas rotativas, assim o agente poderá fazer a autuação do motorista infrator.